Publicada em: 01/07/2022 - 623 visualizações

Câmara Municipal outorga Medalha Pedro Nava

Câmara Municipal outorga Medalha Pedro Nava (01/07/2022 00:00:00)
  • A homenagem serve como incentivo à produção literária, à recuperação da memória e fomento à leitura na cidade de Juiz de Fora
 

“Cultura se faz com produção, divulgação e preservação”. A defesa da arte literária foi a protagonista da noite e esteve presente no discurso de agradecimento da escritora, pesquisadora e professora Marisa Timponi, uma das homenageadas da Medalha Pedro Nava. A sessão solene aconteceu no Plenário da Casa, na noite da última quinta, 30, e condecorou oito personalidades e uma entidade que receberam a honraria das mãos do presidente da Casa, Juraci Scheffer (PT). A Medalha é concedida nas categorias: Produção Literária, Fomento à Leitura e Recuperação da Memória. Pedro Nava é considerado um dos maiores escritores modernistas do país.

Com a exibição de um vídeo que contou a história de Pedro Nava por meio de trechos de sua obra, o presidente, Juraci Scheffer, representou todos os vereadores e pontuou o sentimento de  satisfação de ter presente na premiação a tetraneta do primeiro presidente da Câmara Municipal de Juiz de Fora (em 1853), Barão de Juiz de Fora: Marina de Almeida Bastos. Juraci exaltou a poesia e arte literária para os sonhos e expectativas pessoais que levam à realização de uma vida pautada no amor e no afeto. 

O ex-vereador Wanderson Castelar, autor da lei que criou a Medalha em 2019, fez reverência a Pedro Nava, a quem definiu como o maior memorialista brasileiro. “Nava foi o escritor que chegou mais perto da essência da alma de Juiz de Fora. Ele captou o ethos da cidade na produção de seus escritos”. Com ênfase à história de Nava e sua importância para a cidade, Castelar contou os passos para a redescoberta e enaltecimento do escritor para a homenagem com a Medalha.

Em nome de todos os homenageados, Marisa Timponi enalteceu a premiação, Juiz de Fora e Pedro Nava, que ela contou ter conhecido pessoalmente. “Eu conheci Pedro Nava. Apertei a mão dele. Conversei com ele”. Marisa lembrou ainda a importância da literatura para não apenas contar o passado, mas reconfigurá-lo e transformar o presente e o futuro. Durante sua apresentação, a escritora citou trechos da obra de Pedro Nava para contar um pouco sobre o autor e sua relação com Juiz de Fora. 

Pedro Nava

Pedro Nava era escritor e memorialista, nasceu em Juiz de Fora em 5 de junho de 1903. Foi com a publicação de Baú de Ossos, editado em 1970, que a crítica brasileira passou a considerar Pedro Nava como um dos mais significativos acontecimentos da literatura brasileira e um marco na memorialística. 

Além de um tributo ao juiz-forano, a Medalha Pedro Nava amplia em Juiz de Fora a perspectiva para a transformação do mundo por meio da arte literária e foi criada na CMJF por meio da Resolução 1.330/2019. A comissão que escolhe os agraciados é responsabilidade do Conselho do Mérito, composto pela Câmara Municipal, Faculdade de Letras da UFJF, Conselho Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Educação e Academia Juiz-forana de Letras.



Homenageados 2022 


Ana Claudia Peters Salgado

Antônio Henrique Duarte Lacerda

Biblioteca Coletivo Vozes da Rua

Edimilson de Almeida Pereira

Ilma de Castro Barros e Salgado

Iverson Geraldo da Silva

Joaquim Jaguaribe Nava Ribeiro

Marisa Timponi

Vanda Maria Ferreira

 

Mais informações: 3313-4734 - Assessoria de Imprensa


 


©2022. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade