Publicada em: 23/01/2023 - 90 visualizações

Câmara atua no combate aos danos causados pelas chuvas

Câmara atua no combate aos danos causados pelas chuvas (23/01/2023 00:00:00)
  • Mais de 80 Requerimentos por serviços foram aprovados nos 23 primeiros dias do ano; em 2022 foram 432 pedidos de ações ligadas às chuvas
 

O período chuvoso - e, consequentemente, os danos causados pelas precipitações -  tem sido intenso em Juiz de Fora no início de 2023. Desde os primeiros dias do ano, os índices pluviométricos para a cidade superaram as expectativas: segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o aguardado para este mês era o total de 297,4 mm, mas, até a última segunda-feira, 23, Juiz de Fora já havia registrado 383,4 mm de chuva. A Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF) vem atuando diretamente no combate aos problemas causados pelas chuvas, cumprindo seu papel fiscalizador, que se traduz em acompanhar, solicitar e cobrar do Poder Público ações fundamentais para a cidade, que recaem principalmente sobre o Executivo. 

Só nestes primeiros 23 dias, os parlamentares aprovaram mais de 80 Requerimentos cobrando e alertando o Executivo sobre a necessidade de serviços. Os pedidos vão de podas de árvores (com risco potencial de queda) a obras de reparo em buracos nas vias, passando pela limpeza de bocas de lobo pela cidade, as quais podem gerar alagamentos. No ano passado, em que o município também registrou um índice pluviométrico elevado, os vereadores apresentaram outros 432 Requerimentos para estes serviços. Além disso, o Legislativo municipal está realizando uma campanha de arrecadação de doações para as famílias que foram afetadas pelas chuvas. 

O reparo desses danos é amplamente debatido pelos parlamentares na Casa Legislativa durante as Reuniões Ordinárias. O caso mais recente de alagamento foi registrado na noite do último domingo, 22, com a cheia do Córrego São Pedro, na Cidade Alta, que transbordou, afetando bairros como Democrata e Mariano Procópio. Para esta semana, também há previsão de chuva, segundo dados do Inmet. Desde o início da manhã desta segunda-feira, 23, Juiz de Fora e outras cidades da região da Zona da Mata mineira foram inseridas no estado de alerta laranja por conta da intensidade das chuvas esperadas.


Quedas de árvores

Com isso, voltam à tona questões quanto à arborização do município: mais especificamente quanto às antigas árvores do Parque Halfeld, no centro da cidade. Durante os encontros do Primeiro Período Legislativo deste ano, o presidente da Casa, vereador Zé Márcio Garotinho (PV), alertou para a situação do local. “Nós temos dois grandes problemas quanto à arborização: o primeiro deles é a idade da nossa arborização. Percebemos, quando há chuva ou ventos mais fortes, o quanto se derruba de árvores e galhos. [...] É uma arborização velha, antiga. Há árvores que estão com caules apodrecidos. E isso não é visto a olho nu”, destacou ele, que comentou também a realização de Requerimentos solicitando observação não somente das árvores do Parque Halfeld, mas também dos demais pontos da cidade. 

Mais informações: 3313-4734 - Assessoria de Imprensa  

 


©2022. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade