Publicada em: 18/05/2005 - 423 visualizações

Comunidade do bairro JK sofre com a falta de regularização de lotes

Comunidade do bairro JK sofre com a falta de regularização de lotes (18/05/2005 00:00:00)
 

Comunidade do bairro JK sofre com a falta de regularização de lotes

       “Vontade política e união entre os poderes, esse parece ser o caminho para resolver a situação irregular dos imóveis no bairro JK”. A opinião é do vereador do PMDB, Paulo Rogério dos Santos, que convocou audiência pública para tratar do assunto.
       
       De acordo com o legislador, mais de 2 mil famílias esperam há mais de 20 anos, um posicionamento do governo municipal em relação ao documento que dá a propriedade aos moradores do local. Paulo acredita que o encontro com os representantes da EmCasa, da Administração e Recursos Humanos da Prefeitura e da Caixa Econômica Federal foi o primeiro passo para a solução do problema. “Vamos aguardar a decisão da Caixa, em Brasília, que sinalizou estar sensível à situação dos moradores. A informação repassada pelo representante do banco é de que, até meados de junho, o impasse será resolvido”, disse o peemedebista.
       
       Urgência na solicitação de um estudo detalhado da situação dos moradores do JK. Essa foi à promessa do diretor de Administração, Renato Garcia, que só está aguardando um parecer favorável da Caixa Econômica para regularizar os lotes. “Para que a Prefeitura passe para os moradores o documento de posse dos terrenos, o banco necessita reconhecer, como proprietário, o Executivo”, informou.
       
       “Famílias inteiras estão vivendo na insegurança. Queremos o melhor para a nossa cidade e acredito que Legislativo e Executivo podem unir esforços para amenizar o drama de pessoas carentes que só querem o direito de morar com tranqüilidade”, defendeu Paulo Rogério, que ficou satisfeito com o desfecho da reunião.
       

Arquivo de notícias >>>

 


©2022. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade