Publicada em: 12/05/2022 - 59 visualizações

Elejuf realiza encontro sobre mudanças institucionais

Elejuf realiza encontro sobre mudanças institucionais (12/05/2022 00:00:00)
  • A reestruturação organizacional do Legislativo foi abordada no Encontro Elejuf desta quinta; vereadores apresentaram a realidade da educação legislativa das Câmaras Municipais de Juiz de Fora e Pouso Alegre
 

O Encontro Elejuf da manhã desta quinta-feira, 12, abordou o tema as “Mudanças institucionais nas Casas Legislativas: fomentar a educação para a cidadania”. O  encontro teve como participantes o sociólogo da Câmara de Juiz de Fora, Sérgio Dutra, e o presidente da Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF), Juraci Scheffer (PT). A exposição do tema ficou com o advogado Igor Tavares, presidente da Escola do Legislativo da Câmara de Pouso Alegre. 

Na abertura do encontro, o presidente Juraci Scheffer saudou os participantes evidenciando a importância da educação para a cidadania como forma de incentivar a população a participar da política de forma mais efetiva. “A educação legislativa, além de qualificar o trabalho dos vereadores, aprimora cada vez mais a forma de fazer política. Por isso incentivamos essa e outras iniciativas desta Casa, que vive um novo tempo, buscando se modernizar e estar cada dia mais próxima do povo”, disse.

Juraci lembrou os projetos voltados à cidadania disponibilizados na CMJF, por meio do Centro de Atenção ao Cidadão (CAC). “Dois desses projetos, o Câmara Mirim, criado em 2009, e o Parlamento Jovem, criado em 2010, são coordenados por Sérgio Dutra, sociólogo da CMJF”, disse Scheffer. 

Assim como Juiz de Fora, Pouso Alegre também desenvolve ações de formação política voltadas ao público infanto-juvenil. Segundo Igor Tavares, presidente da Escola do Legislativo Prof. Rômulo Coelho, a Câmara pretende ampliar esse leque para os universitários da cidade. “Além do Câmara Mirim e Jovem, vamos focar agora no público da universidade, pois sabemos que inovar é um passo importante da escola para trazer o cidadão cada vez mais junto do Legislativo”, afirmou. 

Na sequência, Sérgio Dutra demonstrou ainda os possíveis caminhos que as Casas Legislativas podem tomar para além da função legislativa, a fim de atenderem as demandas exigidas para o exercício da cidadania. “Entendendo que a cena política municipal é um espaço de interação no qual a vida cívica se revela, ou seja onde as decisões acontecem, cada Câmara pode ter a oportunidade, com as mudanças institucionais nos Legislativos, de se afirmar como espaços institucionais necessários à vida política em busca do atendimento das demandas da cidadania”, concluiu.

Segundo seu estudo de caso, que analisou as Casas de Juiz de Fora, Viçosa e Ubá, para que essas mudanças institucionais ocorram existem três fatores: as interações institucionais, a intenção dos agentes políticos e as condições político-institucionais, que seriam os recursos técnicos e o contexto político no qual a Casa está inserida. 

Mais informações: 3313-4734 - Assessoria de Imprensa


 


©2022. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade